Com meio século de existência AZ de Ouro se mantém entre os grandes clubes de várzea da zona leste

Herberth Brasil/CLN

 

Muita coisa mudou na Sociedade Esportiva Az de Ouro, clube de várzea no Jardim Noêmia, zona leste de São Paulo, desde sua criação em 7 de setembro de 1964.  Com quase meio século de história, o espaço de terra batida transformou-se em um campo com grama sintética que recebe os jogos das três categorias  do clube, infantil, juvenil e adulto.

 

O clube surgiu em setembro de 64, quando um grupo de amigos do Itaim Paulista resolveu criar a agremiação. De acordo com Marcelo Ferreira de Jesus, 45, presidente do Az de Ouro, o auge do clube foi nos anos 80: "O campeonato era patrocinado pela Rede Record, que era o Desafio ao Galo. Onde era jogado no clube de campo CMTC (Companhia Municipal de Transportes Coletivos)."

 

Nesses 50 anos de vida, o Az de Ouro conquistou títulos importantes como: Desafio Galo, e as copas dos Trabalhadores, Vitor Sapienza, Nove de Julho, Cecap e Leões da Zona Sul.

 

                                                                                                                                                                         Herbert Brasil/CLN e colaboração

 

José Aparecido Rodrigues, 66, aposentado, faz parte da comunidade que frequenta o clube. Ele viu o clube nascer e até hoje acompanha os jogos do seu time: "Como tinha a Sociedade Amigos do Jardim Noêmia, todos esse pessoal reuniram-se e montaram o Az de Ouro."

 

A Sociedade Esportiva Az de Ouro funciona no CDC Jardim Noêmia. Além de ter o futebol de várzea como atividade esportiva, o clube também oferece para a comunidade aulas externas de capoeira e de balé.

 

Sociedade Esportiva Az de Ouro

 

Rua Cachoeira Itaguassava, 546 - Jardim Noêmia

 

 

Outras Matérias

fotos/CLIPP STORE 2016
fotos/AEIP - Associação dos Empresários do Itaim Paulista

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN