www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

Centro de Cidadania LGBT "Laura Vermont" é inaugurado em São Miguel

Publicada em: 01-07-2016

Daniele Amorim/colaboração
redacao@centrallestenoticias.com.br

 

                                                                                                                              Daniele Amorim/colaboração

O terceiro centro de cidanania LGBT foi inagurado na avenida Nordestina, em São Miguel, zona leste da cidade

 

O centro de cidadania para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros foi inaugurado hoje (1) na avenida Nordestina em São Miguel Paulista, zona leste da cidade. O equipamento recebe o nome de Laura Vermont, transexual que foi assassinada em junho de 2015 na região.

 

A unidade é a terceira do gênero na cidade de São Paulo, em que já foram entregues os núcleos do Largo do Arouche, na zona central e em Santo Amaro, na região sul.

 

O objetivo do centro é acolher a população LGBT com atendimento psicológico e jurídico, e ser também uma porta de entrada para outros equipamentos públicos. Além disso, haverá serviços oferecidos para a comunidade em geral, como: palestras, oficinas e cursos profissionalizantes.

 

O investimento feito pela Prefeitura de São Paulo para o projeto é de 497 mil reais.

 

O coordenador de políticas LGBT da Secretaria de Diretos Humanos, Alessandro Melchior, 29, respondeu o por que do centro de cidadania do extremo leste estar situado em São Miguel: "A gente queria fazer no extremo leste, as pessoas daqui precisam de proteção porque moram distante do centro e tem dificuldade de chegar. Escolhemos em São Miguel Paulista e na avenida Nordestina por causa da Laura também, que morreu aqui na avenida. Para gente aqui é muito simbólico fazer o centro aqui, para mostrar para o bairro e para a comunidade que nós não aceitamos esse tipo de coisa. "

 

                                                                                                                             Daniele Amorim/colaboração

Para a inaguração, as drags queens Silvetty Montilla e Salete Campari recepcionaram o evento 

 

"É muito grande. É um reconhecimento para nós da zona leste, a Laura morava aqui. Vai ser uma grande ajuda para nós transformistas e travestis. Achei muito legal esse reconhecimento e a oportunidade que nós temos agora perto de casa" disse a rainha de bateria da Unidos de Santa Bárbara e moradora da região, Raphaella "Flayra Fleck" Bezerra, 27.

 

A mãe de Laura Vermont, Zilda Laurentino, 52, esteve presente na inauguração do centro para homenagear a filha:  "Estou muito orgulhosa. Precisou minha filha ir para [o centro] inaugurar. Minha filha não foi em vão e sei que ela está presente aqui comigo. Tenho certeza."

 

A unidade do centro de cidadania LGBT "Laura Vermont" funcionará de segunda a sexta das 9 até às 18 horas. Junto com a sua inauguração, também foi implementado uma unidade móvel que percorrerá a região do extremo leste de quarta a domingo, das 18h até às 23h. 

 

                                                                                                                                  Daniele Amorim/colaboração

Unidade móvel rodará a região do extremo leste de quarta a domingo, das 18h até às 23h

 

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN