www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

Feminismo é o tema da 7ª edição da feira do livro de São Miguel

Publicada em: 14-11-2016

Natalia Almeida/CLN

 

A sexta-feira começou animada em São Miguel, zona Leste de São Paulo, com o último dia da 7ª feira do livro. O evento concentrou pessoas por todo o bairro para discutir o tema "Narrativas de gênero feminino, feminista e outras histórias", entre os dias 9 e 11 de novembro.

 

O festival é uma iniciativa da Fundação Tide Setubal, que usa os livros para discutir temas variados e incentivar o hábito da leitura para a comunidade. Nesta edição, as atrações foram espalhadas pelo bairro com atividades desde brincadeiras até debates, para o público de todas as idades.

 

Na praça Fortunato da Silveira está localizada uma das maiores atrações: os livros pendurados em árvores. Esses são gratuitos e podem ser retirados por qualquer interessado. Além disso, houve contação de história, brincadeiras em tendas temáticas (como o feminismo no universo "Harry Potter", "A pequena princesa  e seus amigos" - uma adaptação de "O pequeno príncipe" - e a tenda das bruxas), palestras e shows que aconteceram por todo o dia.

 

                                                                                                                                                                                 Natalia Almeida/CLN

Foram disponibilizados diversos livros para troca e venda

 

Luana Dantas, 31, foi pela terceira vez para levar suas duas filhas. Elas conseguiram dois exemplares de "A bela adormecida" e um exemplar de "Passarinha", com intuito de incentivar a leitura: "Eu gosto muito de ler, tenho bastante livros em casa [...] O livro te transporta pra outros lugares, outros mundos, e você lendo ocupa sua cabeça" revela.

 

Os voluntários que recebem o público são alunos da Universidade Cruzeiro do Sul, que realizam a atividade em troca de horas complementares para o curso. A estudante Anésia Nádia, 18, cursa letras e foi voluntária pela primeira vez, e falou sobre a importância do projeto: "Eu tô achando legal porque de alguma forma a história que você escolher para o público você tem que fazer que eles entendam o tema, fazer aprender de forma diferente" contou.

 

O público também pôde compartilhar experiências, opiniões e dúvidas num bate-papo descontraído. A tenda que mais atraiu pessoas foi a temática "Autora na praça", que recebeu a professora de filosofia Luiza Coppieters, 37, para falar sobre a opressão da sexualidade da mulher: "É uma questão universal, todo ser humano tem dúvidas, incertezas, medos e a sociedade cria esses medos. É necessário falar francamente sobre esses temas, primeiro mostrar que eles existem, pra que as pessoas não se sintam erradas sobre isso e pra gente pensar pra mudar a sociedade de alguma forma" explicou ela.  

 

O encerramento acontecerá com show gratuito da banda "Metá Metá" ás 21h na tenda do anfiteatro.

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN