www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

Mineiro e Parintinenses ajudam a levar a Unidos de Santa Bárbara para a avenida

Publicada em: 03-02-2016

Herberth Brasl/CLN

 

                                                                                                                                                               Herberth Brasl/CLN

 

A Unidos de Santa Bárbara(USB), escola de samba do Grupo 1 da UESP (União das escolas de samba de São Paulo), localizada no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo, aposta no talento de profissionais de Minas Gerais e Parintins, Amazonas, para conquistar a tão sonhada vaga no grupo de acesso no carnaval deste ano.

 

São pessoas de longe que largaram suas famílias para fazer a alegria de milhares de pessoas na avenida, como é o caso do escultor e pintor Claudir Lima. Natural de Parintins, município brasileiro no interior do estado do Amazonas, aos 24 anos, Claudir esculpe grandes blocos de isopor para dar vida aos personagens quilombolas que a Santa Bárbara vai levar para o Anhembi. O artista começou no ramo aos 11 anos por influência do seu tio e não parou mais. Há cinco anos na agremiação e com passagens em escolas de samba paulistas  como Vai-Vai, Tom Maior e na Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido, conhecida como Boi Garantido, do Festival de Parintins, ele contou um pouco de sua história com a USB.

 

                                                                                                                                                                                         Herberth Brasl/CLN

 

"Eu recebi o convite de um colega meu. [...] Eu nunca tinha viajado pra São Paulo e  tava em outro estado trabalhando, quando eu cheguei ele me ligou me convidando para trabalhar aqui na Santa Bárbara e em outras escolas.. Fechei com ele o contrato e vim trabalhar aqui, fazer o carnaval da Santa Bárbara"

 

 

Eduardo Lúcio Lima Repolho também é natural de Parintins. Aos 34 anos é  soldador e serralheiro chefe da escola Unidos de Santa Bárbara. Somando  12 anos de profissão já trabalhou no carnaval paulista pelas escolas Vai-Vai , Império de Casa Verde, Mocidade alegre, Gaviões da Fiel. Eduardo contou a CLN que o seu talento como soldador  veio de berço:

 

"Geralmente o pessoal acha que a gente é estudado para esse tipo de arte. E graças a deus a gente nasce com esse dom. Não precisamos fazer nenhuma faculdade para mexer.... A gente já nasce com esse dom de fazer escultura, pintura ou serralheria. Já nascemos abençoados com esse dom".

 

Os mineiros também são responsáveis pelo carnaval paulista. Natural de Juiz de Fora, Minas Gerais, Carlos Noberto Mendes, 70, é voluntário na Unidos de Santa Barbara. Com grande experiência no ramo, fez parte da Primeira do Itaim Paulista, Escola de Samba dos anos 70 . Carlos Mendes, falou um pouco do seu envolvimento com a escola:

 

"Eu sou remanescente da outra escola de samba que tinha aqui, a primeira do Itaim Paulista. Para essa escola eu trabalhei por muitos anos. Montei muitos enredos e através do Anderos Paulino,  que era da primeira do Itaim,  que está aqui também,aí eu me aproximei. Fiquei 20 anos sem saber de carnaval e agora estou aqui dando uma força, aprendendo mais." 

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN