www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

Jô Freitas idealiza trabalho MULHERES EM TRAVESSIA, com edição no brasil e no Peru.

Publicada em: 13-02-2017

 

da Redação/CLN

 

Jô Freitas, atriz, poeta, arte-Educadora, idealizadora do Sarau Pretas Peri e Poeta residente do Sarau das pretas, mais uma vez idealiza um trabalho lindo que fala sobre as mulheres. Essa artista nordestina e adotada por São Paulo em 2014 idealizou o coletivo pretas peri coletivo de mulheres negras, conquistando um bairro.

 

Essa poeta por destino das estrelas tem suas poesias ecoando em diversos espaços, é muito convidada em saraus, teatros para realizar seu trabalho cenopoético, na qual a mesma se denomina, por vir do teatro e da dança, seu trabalho poético está neste universo “performático” sendo um grande diferencial na cena cultural poética, no segundo semestre de 2016 a artista foi ao Peru e Equador realizar um trabalho artístico  a convite do Grupo Contadores de Mentira, sendo fruto de muita experiência e inspirador para seu novo trabalho chamado, MULHERES EM TRAVESSIA, trabalho que inicialmente com apoio do Agente Comunitário de cultura-SMC será realizado no seu bairro, Jd. Camargo Velho/Itaim Paulista. 

 

Esse trabalho é de resgate da história deste bairro, contado pela ótica das mulheres, a artista quer com isso construir uma memória afetiva do local onde vivem essas mulheres, muitas delas são migrantes nordestinas, onde tiveram que largar suas cidades de origem para vir para a terra da garoa, o que mais interessa a artista é fazer essa conexão da origem dessas mulheres, como foi a luta delas para construir seu bairro (Este bairro em grande parte é conquista de ocupação nos anos 90) o que a transformou e poder ver agora, quais conquistas tiveram e recordar o passado, o segundo passo é, a poeta Jô Freitas irá escrever 12 poesias para essas 12 mulheres entrevistadas e criar um lambe/Stencil Arte com fotografia dessas mulheres e escolher um espaço no bairro para fazer esse memorial do bairro, é um resgate dessa história que se modifica durante os anos, mas é preciso recordar sempre das lutas, das dores e dos amores.

 

Esse mesmo projeto já tem a 2º edição  que será realizada em Lima no Peru que irá resgatar a memória, esta segunda edição será realizada em abril deste ano de 2017 sem nenhum apoio financeiro  sendo feito na raça pela artista Jô Freitas, na qual a mesma tem esperança de poder realizar esse projeto em diversas cidades, países e continentes. "O mundo é grande e é preciso resgatar as histórias das mulheres, de suas moradas e o olhar dessas mulheres que tiveram que parir seus filhos e sair de sua terra natal e criar um novo mundo que é desconhecido inclusive para, isso é o que mais me encanta", diz Jô Freitas

 

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN