www.centrallestenoticias.com.br
www.saomiguelpaulista.com.br
www.itaimpaulista.com.br

No mês da Consciência Negra, shows e debate celebram a arte das mulheres negras em Itaquera

Publicada em: 23-11-2016

 

                                                                                                                                                     Divulgação

 

Como parte das celebrações pelo mês da Consciência Negra, no próximo sábado, 26, o Coletivo Nós, mulheres da Periferia realiza o evento "Mulheres Pretas: arte, cultura e resistência na quebrada" na Cohab José Bonifácio em Itaquera, zona leste de São Paulo.

 

A ação faz parte do Projeto Ações Integradas, em parceria firmada entre a União Popular de Mulheres de Campo Limpo e Adjacências, a Prefeitura Municipal de São Paulo por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, e Ministério do Trabalho através da Secretaria Nacional de Economia Solidária.

 

Gratuito, o objetivo do evento é valorizar a arte produzida por mulheres negras por meio de uma grande festa envolvendo atrações musicais, roda de conversa, além de uma feira com exposição de produtos, artesanato e livros produzidos por mulheres da região.

 

Dentre as atrações, está o grupo de rap A’s  Trinca, formado por moradoras da Cidade Tiradentes,além de Lei di Dai, também da zona leste, coroada a rainha do Dancehall Raggamuffin Brasileiro pela Revista Rolling Stones. Haverá ainda apresentações do grupo Samba Delas, formado exclusivamente por mulheres, e discotecagem da DJ Miria Alves.

 

Em uma roda de conversa sobre as dores e alegrias da produção artística das mulheres negras, o evento receberá a rapper Sharylaine, primeira mulher a se destacar no cenário do Hip Hop no Brasil; a cineasta Renata Martins, criadora da websérie Empoderadas; a poeta e musicista Queila Rodrigues, integrante do grupo de coco feminista Semente Crioula e do Sarau O que dizem os Umbigos?, do Itaim Paulista; e Renata Prado, dançarina e organizadora da festa Batekoo, voltada para os ritmos hip hop, rap, funk, R&B, trap, twerk, kuduro, dentre outros. O Coletivo Batekoo também vai se apresentar e animar todo o público.

 

Durante todo o evento, acontecerão exibições de vídeos da websérie Empoderadas e da exposição “Quem somos [por nós] ” do Coletivo Nós, mulheres da periferia. Haverá, ainda, barracas de alimentação, artesanato, livros, além de atrações recreativas gratuitas para crianças.

 

Agenda - “Mulheres Pretas: arte, cultura e resistência na quebrada”

Data: 26 de novembro (sábado).

Horário: das 10h às 22h.

Local: Avenida Professor João Batista Conti, 1245 (em frente ao Espaço Cultural Reação Arte e Cultura) –  Cohab José Bonifácio – Itaquera  – São Paulo.

 

Programação: 

10h – Roda de conversa com jovens dos Centros da Juventude (CJ).

14h - DJ Miria Alves 

15h – Show Lei di Dai 

16h – Roda de conversa: “Mulheres negras: dificuldades e alegrias em fazer arte – relatos de artistas". Com Queila Rodrigues, Renata Martins, Renata Prado e Sharylaine.

17h – DJ Miria Alves

18h – Show Samba Delas 

19h - Show A’s Trinca 

20h30 – Apresentação Batekoo

21h30 – Encerramento

 


 

Outras Matérias

Comente essa notícia

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Draw My Life: Itaim Paulista
405 anos de história

São Paulo (SP)

Copyright © 1998-2016 CLN-Central Leste Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da CLN